10 de agosto de 2013

Hora do Sono


A hora de dormir é um momento especial do casal, para muitos a única oportunidade de se observar, há mais proximidade e podemos trocar carinhos, dependendo do grau de intimidade. Por essa razão é necessário estar bonita e se sentir desejável, um passo importante para uma boa noite de sono e quem sabe uma noite de prazer. Pensando desta forma quero compartilhar com vocês uma história...


Certo dia estava em uma loja de lingerie, buscando novos produtos. Quando uma atendente dividiu a atenção, com uma moça que retornava a loja para troca, ela estava acompanhada pelo marido, pareciam recém casados, a julgar pelo brilho das alianças, não pareciam compartilhar de intimidade. Logo no inicio essa cena chamou minha atenção, a moça foi logo dizendo que queria trocar o tamanho, preferia algo mais confortável mais largo e que o modelo, escolhido por ela anteriormente era o mesmo”. Vou tentar descrever o pijama – duas peças estilo camisa de botões e calça com cordão, estampa de alces coloridos em um fundo neutro bege, eu pensei “Meu Deus, quem dorme assim? talvez uma das minhas filhas ou suas amiguinhas. E porque?????

Muitas mulheres acreditam que na hora do sono é indispensável conforto, e essa palavra sozinha quer dizer “largo, folgado” não. Confortável quer dizer íntimo aconchegado. Como se não fosse possível estar sexy e confortável. Já ouvi coisas do tipo: ”sinto muito frio”..A ciência explica que as mulheres realmente sentem mais frio do que os homens, mas isso é porque elas são melhores a conservar o calor do que eles. Mark Newton, um cientista da W. L. Gore, e um investigador da Universidade de Portsmouth, explica: "As mulheres têm uma camada mais uniformemente distribuída de gordura nos seus corpos e podem retirar todo o sangue de volta para os seus órgãos centrais."Talvez dai venha a expressão mãos frias coração quente.

Por questões culturais realmente acreditamos, que não é necessário estar sexy pra dormir, só naqueles dias pré-determinados onde colocamos algo sedutor, muito raramente, pode ser no aniversário de casamento ou dia dos namorados, só nestas datas, o que é um erro porque podemos e devemos alimentar o desejo, nosso e deles, enviar sinais e estímulos todo o tempo. O amor e o desejo, são uma planta que precisa ser cuidada em tempo integral. Estamos no século XXI, saímos na rua de saia curta, shorts, decotes e rendas, e na hora de dormir eu deixo escapar a oportunidade de ser “mulher”. Recebemos estímulos visuais o dia todo, seja no trabalho, no metro, na academia, no restaurante etc. Ai chego em casa e pronto, estou acabada, fora de combate.

Esse tipo de pijama usamos sozinhas, e mesmo assim eu não usaria, afinal eu também preciso me sentir bonita, ter um elo com o espelho, assim acordar cheia de si fica mais fácil.

Qual é o homem que vai se sentir atraído por uma mulher que usa esse tipo de pijama? Tenho certeza que alguém vai dizer “o importante é o conteúdo, meu marido sabe o que tem por baixo”, ou “tenho crianças e adolescentes não posso andar de outra maneira pela casa”. Bem, minha, resposta e pergunta são: “O que esse homem fez pra que você não queira dar a ele o seu melhor!? E Sugiro robes e roupão, temos curtos e longos em vários tecidos e cores, se isso faz você sentir-se melhor.

Sejamos sincera, olhar todos os dias para a mesma mulher durante anos, que provavelmente tenha filhos e muitas vezes, não está feliz com o corpo,colocar esse tipo de pijama não ajuda, não quer dizer que devemos usar meias ligas e espartilhos todas as noites, mas sim ter um cuidado especial no momento da escolha, procurar algo com decote, mais sedutor uma cor mais elegante SEM ESTAMPAS INFANTIL, um tecido com toque gostoso, não comprar por comprar, experimentar. Olhar-se no espelho, valorizar o seu corpo, o que há de bonito em você, valorizar o que você gosta. Tenho certeza que com paciência e vontade, estes momentos serão especiais.

Convido você a refletir sobre esse tema e a investir em você, na sua feminilidade nos seus desejos no seu prazer.

Seja livre, seja Feliz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário