12 de junho de 2013

Todo mundo está na mira do VAMPIRO


Temos hoje no blog uma autora especial convidada, que nos traz para reflexão o tema "Vampirismo". Carla Bbrandão é jornalista e terapeuta vibracional e nos faz refletir sobre atos, pessoas ou situações onde pessoas "sugam" toda nossa boa energia...


"Quem nunca ouviu falar que os vampiros se alimentam do sangue humano para ter energia? Pois essa lendária figura se aplica a situações cotidianas, quando sentimos que estamos sendo usados por alguém.

Na espiritualidade, isso é chamado também de obsessão ou vampirismo energético, pois é quando sentimos nossa energia vital indo embora por causa de uma relação que não é muito saudável.

Agora, se engana quem pensa que a culpa é do “vampiro”. Essa situação de perda de vitalidade ocorre quando permitimos que marido, filhos, familiares, amigos, chefes estejam em nossa vida por medo, competição, inveja e mágoas.

Na prática, isso quer dizer que só existe a pessoa que suga a energia, porque existe quem deixa ser sugado. Em tempos de nova era, o que mais se precisa fazer é buscar a felicidade e isso só acontece quando fazemos, pensamos e sentimos a mesma coisa.

Portanto, é hora de criar obstáculos reais para as pessoas inseguras que, a todo momento, nos consomem com pessimismo e dúvidas. É bom, também, identificar se as pessoas que te elogiam estão sendo sinceras e há, realmente, admiração nas palavras ou trata-se de um disfarce para a inveja.

Por fim, o vampiro energético em potencial é aquele ex. Relacionamentos acabados, porém mal resolvidos, geram perdas irreparáveis para o futuro de ambas as partes. Mas, é sempre bom perceber que o fio que liga esse ex – marido, chefe, noivo, amigo, namorado – pode ser cortado, imediatamente, por você.

Ficar aguentando essas pessoas por medo, apego, dinheiro, agrados e afins é tão devastador quanto fazer empréstimos. Você fica se sentindo devedor, preso a algo que sempre atormenta.

A essa altura, você já deve ter identificado que nas suas relações ocorrem alguns dos itens acima relacionados e não sabe como resolver a situação. Pois bem, eu tenho mais algumas indicações. A primeira delas é perdoar, parar de se lembrar das coisas ruins que aconteceram, interromper os lamentos, esquecer as perdas, deixar ir tudo o que não faz parte do seu momento atual.

Se o relacionamento ainda existir e não te causa boas sensações, deixe ir. Não tenho medo, não se sinta incapaz. O medo é um veneno que você toma diariamente e tem o poder de deturpar sua visão para o futuro.


Só há uma forma para trazer boas energias para a sua vida e garantir a proteção vibracional: parar de culpar os outros pelo que você está vivendo hoje.  Assuma o caminho e não tenha medo de caminhar. "

Texto de Carla Bbrandão, jornalista e terapeuta vibracional.


Nenhum comentário:

Postar um comentário