3 de abril de 2014

Conselho = Presente = Oferenda

Amamos com tanta intensidade, que quando amamos, desejamos o bem, queremos o sucesso. Vigiamos quem amamos como águia à espreita.
Aconselhamos, colhemos, oferecemos, consolamos, cuidamos e presenteamos.
Nossos conselhos são presentes, são oferendas, o qual recebemos e guardamos, necessariamente não precisamos usar, podemos guarda-los, quando acharmos oportuno, se acharmos oportuno, podemos usar.

Nós vivemos em sintonia e, em momentos diferentes nas nossas vidas, seja de aprendizado ou amadurecimento, as vezes o que é tão obvio para uns é tão distante para outros. Por essa razão os conselhos são tão preciosos na vida.

Há situações que alguém te oferece uma palavra, e recusamos, como se fosse possível recusar uma oferenda. Nos esquecemos de simplesmente receber, colocar junto ao coração e procurar entender, quais as razões que determinou o envio deste presente para você. Não valorizamos nossos presentes, pegamos nossos pacotes e os arquivamos em um lugar bem escuro da nossa alma, um lugar de silêncio.  Como se não quiséssemos ouvir, tudo porque ele reforça algo dentro de nós, como um lembrete.

Em nenhum momento paramos para ver quão difícil dever ser, observar alguém que se ama se ferir, e de alguma forma ter algo a dizer, que talvez possa fazer diferença na vida desta pessoa. Você não pode imaginar como é frustrante, ver o que ninguém mais consegue, usar as palavras, em vão. Nestes momentos parecemos o grilo do filme Pinóquio, alguém lembra? O grilo era a consciência dele, a voz que o alertava para o perigo e ele insistia em não ouvir. Muitas vezes nos sentimos assim, insistente e repetitivos. E pensamos em desistir...A vida parece um filme, onde se mistura o passado e o presente. Ficamos ali parado diante da tela, esperando ele passar, e várias das nossas cenas, hoje estão sendo vividas por outros atores.

Você deve seguir o seu caminho e tomar suas próprias decisões todos os dias. Mas tenha cuidado em como generosidade a virtude de acrescentar algo ao próximo e, ingenuidade excesso de pureza e bondade, são palavras muito próximas. E facilmente pode ser confundidas por oportunistas. Estamos cercados de pessoas mascaradas, gente capaz de tudo para conseguir o que deseja. Pessoas que se aproveitam da bondade, da generosidade, e boa fé dos outros. Eles fazem disso uma profissão, e ainda dizem que estão orientando, quando na verdade só trabalham em benefício do próprio lucro.

Não há como prevê seus passos, porque o seu caminho não é sólido, ele é construído por você todos os dias, com as decisões que são tomadas. Não há um conselheiro chefe de plantão, pronto para apontar os buracos na estrada. Muitos dos nossos conselhos recebemos antes de estarmos aqui, eles estão guardados em nós mesmos.
Da próxima vez que alguém que te ama, lhe entregar um presente, recebe de coração. Não podemos ainda prever quando e onde a chuva pode nos pegar de surpresa. Aqueles que estão em nossos corações, são olhos, são guias, são luz nas nossas vidas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário