18 de setembro de 2013

Desejo


Descobrir o que realmente desperta o desejo feminino sempre foi um desafio para os homens.
Os Neurocientistas dizem que o cérebro feminino funciona quase como uma agência de detetives, que investiga todas as qualidades do homem, só assim define se ele merece atenção. Já o cérebro masculino é simples e visual.

Os cientistas Ogi Ogas e Sai Gaddam, dizem que "a erótica masculina é solitária, enquanto a feminina é social". Eles afirmam que será difícil a fabricação de um medicamento contra a falta de libido feminino, tudo porque nos mulheres conseguimos estar desligadas para o sexo na mente, mas ligadas no corpo, enquanto os homens conseguem se excitar em ambas as partes de uma única vez.


A capacidade de ter desejos sexuais também é desencadeada pelos hormônios. A mulher vivencia todos os meses uma alteração hormonal ,que se reflete nas diversas fases do seu ciclo menstrual. Alternando picos de libido com abstinência total.

O desejo sexual da mulher depende do seu bem estar físico e emocional. As questões como cansaço, frustração, menopausa, ira ou falta de entrosamento, interferem no desejo sexual feminino. Um dos primeiros sinais da excitação é a lubrificação da vagina, que equivale a ereção no homem.

O prazer feminino está muito ligado a ordem das coisas no cérebro. Situações mal resolvidas, minam qualquer investida do parceiro em despertar o desejo.

Então para tratar esse problema é preciso levar em conta todos esses fatores. Com paciência e algumas dicas, podemos aumentar o desejo sexual feminino.

Começando pelos alimentos afrodisíacos, sempre fáceis de encontrar, como, amendoim, catuaba, gengibre, guaraná, hortelã, mel, ovos de codorna, alho, tomilho, açafrão, pimenta, aspargos, morango e chocolate. Todos esses contém propriedades que estimulam a circulação sanguínea e facilitam a produção de hormônios, que melhoram a libido, e a disposição mental, devemos incluir em nosso cardápio diário.

Os naturalistas recomendam fazer a seguinte mistura: bata no liquidificador 4 polpas de açaí (100 g cada), meia caixa de morangos picados, 2 litros de água, 2 colheres de sopa de guaraná em pó, 4 colheres de sopa de açúcar mascavo, 2 colheres de sopa de mel, 1/2 colheres sopa de canela em pó. O açaí é considerado uma furta afrodisíaca e muito energética, só não vale beber antes de dormir.

Os lubrificantes vaginais também são recomendados, podemos encontrar produtos que aquecem e esfriam, e outros géis que prometem despertar os sentidos. Podemos também procurar os estímulos visuais, dos filmes e livros, que prometem acordar seus instintos sexuais. Propor ao parceiro uma massagem, ou talvez conhecer um lugar novo, ou simplesmente encontrar um na própria casa, bem longe da cama, acaba trazendo novas sensações.

Uma vez ouvi do meu ginecologista o seguinte conselho, fique 01 mês sem fazer sexo com seu parceiro, durante esse tempo, é permitido somente namorar e trocar caricias, exceto nos órgãos genitais. Descubra outros pontos, volte a namorar. Ele dizia que essa proibição acende uma chama, os casais não suportar esperar e acabam por infringir as regras. A teoria dele é que a abstinência aumenta o desejo.

O importante é estar disposta a manter o seu desejo. Afinal as ferramentas existem e estão disponíveis. Todos concordam que a falta de desejo, está em 80% dos casos ligados a questões emocionais, e não físicas. Sendo assim já sabemos onde encontrar a solução. Mãos a obra !!!!!

Um comentário: